albatroz - images, songes & poésies

albatroz - images, songes & poésies

josé afonso, maio maduro maio

    Maio maduro Maio

 

Maio maduro Maio, quem te pintou?
Quem te quebrou o encanto, nunca te amou.

Raiava o sol já no Sul.
E uma falua vinha lá de Istambul.


Sempre depois da sesta chamando as flores.

Era o dia da festa Maio de amores.
Era o dia de cantar.

E uma falua andava ao longe a varar.


Maio com meu amigo quem dera já.
Sempre no mês do trigo se cantará.

Qu’importa a fúria do mar.

Que a voz não te esmoreça vamos lutar.

Numa rua comprida El-rei pastor.

Vende o soro da vida que mata a dor.
Anda ver, Maio nasceu.

Que a voz não te esmoreça a turba rompeu.

          
José Afonso

 

• para ouvir est poema cantado pelo autor : http://texere.blogspot.com/2006/05/maio-maduro-maio.html

http://www.castpost.com/search.php?t=Maio Maduro Maio

http://www.castpost.com/search.php?t=José Afonso

http://www.castpost.com/Lib/playm2.php?filename=zeca_maiomaduro.mp3&url=http://desons.castpost.com/

http://www.castpost.com/Lib/playm2.php?filename=achegate a mim, maruxa - maio maduro maio.MP3&url=http://sonoridades.castpost.com/



28/12/2006
0 Poster un commentaire

A découvrir aussi


Inscrivez-vous au blog

Soyez prévenu par email des prochaines mises à jour

Rejoignez les 831 autres membres