albatroz - images, songes & poésies

albatroz - images, songes & poésies

poesia — alexandre o'neill


Alexandre O'Neill - fala

Alexandre O'Neill - Guiché.2

Alexandre O'Neill- Meditação na pastelaria

Alexandre O'Neill- que vergonha, rapazes

alexandre o'neill, amigo

alexandre o'neill, un coup de mode

alexandre o'neill, os domingos de lisboa

alexandre o'neill, a traição

alexandre o'neill, pela voz contrafeita da poesia

alexandre o'neill, saber viver é vender a alma ao diabo

alexandre o'neill ao rosto vulgar dos dias

alexandre o'neill, o quotidiano "não"

alexandre o'neill, viver

alexandre o'neill, de porta em porta

alexandre o'neil, o poema pouco original do medo

alexandre o'neill, o tempo sujo

alexandre o'neill, o chapéu de tchekov

alexandre o'neill, pelo alto alentejo

alexandre o'neill, seis poemas confiados à memória de nora mitrani

alexandre o'neill, prefilados de medo

alexandre o'neill, sentenças delirantes dum poeta ...

alexandre o'neill, pretextos para fugir do real

alexandre o'neill, a morte, esse lugar-comum...

alexandre o'neill, elogio barroco da bicicleta

alexandre o'neill, aflora-se um osso

alexandre o'neill, caixadóclos

alexandre o'neill, lista de objectos...

alexandre o'neill, inventário 2

alexandre o'neill, inventário

alexandre o'neill, há palavras que nos beijam

alexandre o'neill, sei os teus seios

alexandre o'neill, autocrítica

alexandre o'neill, a saca de orelhas

alexandre o'neill, que vergonha rapazes !

alexandre o'neill, meditação na pastelaria

alexandre o'neill, auto-retrato

alexandre o'neill, gaivota

alexandre o'neill, esquerdireita

alexandre o'neill, a vida de familia

alexandre o'neill, daqui desta Lisboa

alexandre o'neill, albertina

alexandre o'neill (1924-1986)

alexandre o'neill, um adeus português (traduit)

alexandre o'neill, portugal

alexandre o'neill, o país relativo

alexandre o'neill, suivons le mérou !

alexandre o'neill, il est des mots...