albatroz - images, songes & poésies

albatroz - images, songes & poésies

alexandre o'neill, un coup de mode

Un coup de mode
Cronicou Mallarmé pela moda, entre dois lances:
«Ces éttofes: qu'en faire? Avant tout des chefs-d'reuvre».
Sensível à color, muito mais à nuance,
não esqueceu Estefânio o fulgor e a verve

com que, funâmbulo, entregava ao poema
o espaço-silêncio que ao poema cabia.
Calar o excesso, circunspecto, é que eu queria!
Dar a ave-seu trajar e voar-por uma pena...

«Ce bleu si pâle à reflets d'opale,
qui enguirlande quelquefois les nuages argentés»
é lance que hoje não se faz, que já não vale.
A tristeza é que não há por lustro um Mallarmé...

Muito menos num país em que a nomenclatura
despe em trapos os nomes que a moda perpetua...



Alexandre O´Neill
Poesias Completas
1951/1981
Biblioteca de Autores Portugueses
Imprensa Nacional  Casa da Moeda


29/12/2006
0 Poster un commentaire

A découvrir aussi


Inscrivez-vous au blog

Soyez prévenu par email des prochaines mises à jour

Rejoignez les 831 autres membres