albatroz - images, songes & poésies

albatroz - images, songes & poésies

brás da costa — prendas de natal

prendas de natal

 

pedia-te uma rosca de pão de ló de Felgueiras, se bem que seja muito complicado

pedia-te uma muralha da china em vez dum bloco de esquerda, se bem que os pedreiros minguem

pedia-te um mudar de vida radical, se bem que o código civil o não autorize expressamente

pedia-te um autêntico milagre de Fátima, se bem que deus o proíba por decreto

pedia-te um naco de broa ao preço da chuva, se bem que o tempo nao esteja para milagres caseiros

pedia-te uma bica fumegante e com pouco açúcar, se bem que não aguente a viagem

pedia-te a falência do partido socialista, se bem que o patronato se oponha terminantemente

pedia-te a venda em haste publica do cristo-rei, se bem que faltem compradores perfilados de desejo

pedia-te pró engenheiro sócrates um voo directo para o inferno, se bem que o inferno tenha boca

pedia-te uma via rápida para o socialismo, se bem que ao ministério faltem verbas disponíveis

pedia-te o assassinato do padre amaro, se bem que os crimes de faca e alguidar escassem

pedia-te uma coroa de flores pró grande alexandre o'neill, se bem que não seja moda

pedia-te a ruína dos cinco diários desportivos nacionais, se bem que não tenhamos cinco réis de gente

pedia-te mais luz para os fiéis do terceiro anel, se bem que a multidão continue a gritar : cada dia mais perto de ti senhor

pedia-te uma coroa de violetas para o presidente dos dragões, se bem que os  gladiadores modernos torçam pelo jaguar

pedia-te um tinto grevista contra o milhão de portugueses esfomeados, se bem que haja o branco de premeio

pedia-te compaixão pra com as batatas a murro, se bem que a academia do bacalhau morra de desgosto

pedia-te o eclipse total do primeiro de dezembro, se bem que o horóscopo fique com dor de cornos

pedia-te pasteis de nata em vez de hóstias, se bem que a igreja não orçamente tais heresias

pedia-te quatro ou cinco crimes a fio de espada, se bem que o tempo não esteja para domquichotices

pedia-te uma canção com mais acção e menos intenção, sem bem que a XI tese de feuerbach já tenha barbas

pedia-te um anel de saturno para oferecer à minha namorada, se bem que o planetárium ande fechado pra obras

pedia-te um fado final que cante o suicídio dos malabaristas, se bem que o cemitério dos prazeres afixe lotação esgotada

pedia-te um bacalhau de posta alta e com barbas, se bem que o grão de bico permaneça calado

pedia-te um carrinho de linhas para andar na brasa, se bem que já tenha os quilómetros contados

pedia-te um caralho das caldas priapista e intemporal, se bem que deus mo deu deus mo levou

pedia-te um comprador prá bouça por tuta e meia, se bem que os cegos não corram os estádios da vitória

pedia-te um passeio dos tristes mais alegre, se bem que o poeta seja um fingidor com reumático crónico

 

e fico por aqui para que não te assustes com o tamanho do cabaz

brás da costa



25/11/2009
0 Poster un commentaire

A découvrir aussi


Inscrivez-vous au blog

Soyez prévenu par email des prochaines mises à jour

Rejoignez les 826 autres membres